Amo Dinheiro - Notícias sobre Bitcoin, Criptoativos e Blockchain

Quais são as principais criptomoedas do mercado

Não é de agora que as moedas virtuais vêm ganhando destaque no setor financeiro. Dentre elas a mais conhecida, sem dúvida, é a Bitcoin que alcançou a marca histórica de US$ 19 mil no final do ano de 2017. Diante de rendimentos baixos nas principais opções de investimento pode ser interessante conhecer as principais criptomoedas do mercado, mas saiba que os riscos são grandes.

Isso pode ser facilmente percebido ao analisar a própria Bitcoin. Nas primeiras semanas do ano de 2018 a moeda perdeu valor de maneira considerável e chegou a ser negociada por pouco mais de US$ 9 mil. Portanto, antes de começar a se aventurar pelas principais criptomoedas do mercado reconheça os riscos e diversifique os seus investimentos.

Abaixo selecionamos as moedas virtuais de maior destaque atualmente. Para começar não podia ser diferente, a primeira certamente é a Bitcoin.

Bitcoin(BTC)

A moeda surgiu a cerca de 8 anos e ninguém sabe ao certo quem foi o fundador dela. A única suposta informação é de que o criador atende pelo apelido Satoshi Nakamoto. No entanto, isso ainda é um grande mistério para todos.

Aqueles que vêm o crescimento exponencial apresentando pelo Bitcoin podem não conhecer completamente a história por trás da moeda. Apesar de ser uma das principais criptomoedas do mercado, ela já passou por problemas até conseguir ganhar a popularidade conhecida atualmente.

Até mesmo pessoas leigas em tecnologia já devem ter ouvido falar sobre a moeda Bitcoin. Isso apenas demonstra que esse mercado tenha ganhado força, especialmente, nos últimos meses.

Basicamente, a moeda funciona de maneira semelhante a um sistema de pagamento em que as partes envolvidas recebem chave criptografada reservada de maneira exclusiva e única para cada usuário.

Além disso, a Bitcoin é construída com base na estrutura de dados denominada Blockchain. Caso ainda não conheça essa ferramenta, ela nada mais é do que livro contábil aberto e, portanto, permite que algumas informações básicas sejam consultadas como, por exemplo, valores transferidos e endereço de destino.

Ethereum(ETH)

A próxima da lista das principais criptomoedas do mercado é a Ethereum. Mas antes de começar a descrever essa tecnologia é importante salientar que os próprios criadores não a consideram uma moeda.

Ela na verdade é uma rede semelhante a Blockchain, mas que permite a criação de tokens que, posteriormente, podem ser utilizados em transações ou até mesmo para financiar um determinado projeto.

Mesmo oferecendo a rede descentralizada, o seu principal objetivo é oferecer mecanismo para que aplicações possam ser desenvolvidas bem como contratos inteligentes. Como consequência disso, existem diversos projetos construídos com base nessa plataforma.

No início, essas iniciativas geralmente realizam arrecadação de fundos por meio da Ethereum criando e recompensados os investidores com tokens. Por isso, são conhecidas como ICOs ou Ofertas Iniciais de Moedas.

Em questão de valorização, o Ethereum também demonstrou que tem potencial nesse quesito. O ano de 2017 foi presenciado por grandes valorizações dessa plataforma e a tendência é de pelo menos acompanhar o ritmo do carro chefe, o Bitcoin. Portanto, essa é mais uma das principais criptomoedas do mercado

Litecoin(LTC)

Outra criptomoeda que você precisa conhecer é a Litecoin. Ela é vista como boa alternativa para o Bitcoin. Isso ficou ainda mais evidente no final do ano de 2017 visto que a rede da Blockchain estava congestionada e exigia altas taxas para que as transações fossem feitas.

Em contrapartida, a rede da Litecoin é capaz de executar as transações muito mais rapidamente. Além disso, deve-se ainda levar em consideração que as taxas para realizar essa operação são muito baixas mesmo quando a rede está sobrecarregada. Esses sãos os principais motivos da valorização da moeda digital.

Monero(XMR)

A Monero também não poderia deixar de estar entre as principais criptomoedas do mercado. Em primeiro instante a proposta dela pode parecer a mesma do que a Bitcoin, contudo existe uma diferença crucial entre as duas tecnologias.

Ao contrário da Blockchain da Bitcoin que é um livro aberto em que se pode consultar dados de todas as transações feitas, na plataforma Monero isso não é possível. Ou seja, nesse caso todas as operações feitas com a moeda são anônimas.

Por outro lado, é preciso ressaltar que, apesar de ser útil esse tipo de abordagem, a rede da Monero também pode ser utilizada para fins ilícitos. Na prática isso pode ser benefício para os usuários que não desejam tornar públicos os valores recebidos e enviados. Além disso, também podem facilitar o acobertamento de vendas de armas, por exemplo.

Mesmo que essa característica possa ser usada para fins indevidos, é preciso reconhecer que ela fornece ainda mais segurança por meio de níveis maiores de privacidade. Ao levar esse fator em consideração e o seu valor de mercado, nada mais justo do que colocar a Monero entre as principais criptomoedas do mercado.

Ripple(XRP)

Apesar de ser muito bem vista, a Ripple está sim entre as principais criptomoedas do mercado. Para se ter ideia da grandeza dessa rede, o seu valor de capitalização está em torno de US$52 bilhões.

Dentre as justificativas que a torna bastante indesejada está o fato de a sua plataforma e demais ferramentas incentivarem e permitirem a utilização por meio de instituições financeiras.

Além disso, acredita-se ainda que os desenvolvedores da rede sejam responsáveis por armazenar grande parte das moedas da plataforma. Para entender o porque de isso ser um fator que incomoda os entusiastas das principais criptomoedas do mercado, basta levar em consideração a possibilidade de manipulação do valor com o intuito de obter maiores lucros.

Bitcoin Cash(BCH)

E, para concluir as principais criptomoedas do mercado, não poderíamos deixar de destacar a Bitcoin Cash. Mas você deve estar se perguntando qual a diferença para a Bitcoin(BTC). Bom, como já destacado a blockchain apresentou grandes dificuldades para lidar com volumes altos de transações. Isso fez com que as taxas subissem se tornando impraticável as transações.

Diante desse contexto é que a Bitcoin Cash foi proposta. Ela nada mais é do que um Fork, ou seja, moeda que surgiu do processo de divisão da Bitcoin por divergências grandes nos protocolos de desenvolvimento.

O Bitcoin Cash é, portanto, uma nova moeda que está entre as principais criptomoedas do mercado e que chegou com a proposta de deixar as transações mais baratas e rápidas. Mesmo sendo relativamente nova, já demonstrou potencial e atualmente apresenta capitalização em torno de US$28 bilhões.

 

Quais são as principais criptomoedas do mercado
Avalie este post

Adic. comentário

Redes Sociais

Curta nossa página.