Amo Dinheiro - Notícias sobre Bitcoin, Criptoativos e Blockchain

Facebook lança sua própria criptomoeda e uma “Super” ICO

A gigante de mídia social Facebook está diversificando sua linha de produtos com uma criptomoeda própria, a Facebook Coin (FBC). Os usuários terão que se registrar para usar a moeda, mas o Facebook garantirá que as carteiras e transações sejam completamente anônimas.

O desenvolvimento não foi oficialmente anunciado, mas supostamente a moeda deve ser lançada na blockchain da Ethereum através de uma ICO dentro das próximas duas semanas. Dado o tamanho e o alcance do Facebook, parece seguro assumir que essa ICO rivalizará com os 1,2 bilhão de dólares que o Telegram arrecadou em sua ICO.

O Facebook tem sido ultimamente o centro das atenções, por motivos errados. Recentemente, veio à tona que a empresa vendeu informações pessoais de mais de 50 milhões de usuários para uma empresa de análise política de dados chamada Cambridge Analytica. A Cambridge Analytica usou ilegalmente esses dados para influenciar o público no referendo Brexit no Reino Unido e na última eleição presidencial dos EUA.

Depois que o escândalo se tornou público, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, enviou esta declaração para os principais jornais dos dois países:

“Você pode ter ouvido falar de um aplicativo de teste construído por um pesquisador universitário que vazou dados do Facebook de milhões de pessoas em 2014. Isso foi uma quebra de confiança e lamento não termos feito mais na época. Estamos agora tomando providências para garantir que isso não aconteça novamente … Obrigado por acreditar nessa comunidade. Eu prometo fazer o melhor por você.

Infelizmente para Zuckerberg, a crença na comunidade está em queda. Milhões de usuários excluíram seus perfis após o escândalo, e a capitalização de mercado do Facebook caiu de 538 para 464 bilhões de dólares.

Leia também Vem aí o Ethereum 2.0: criador da plataforma anunciará em breve na China
Mas o que será mais preocupante para o Facebook é a multa que ele terá que pagar. Em 2011, o Facebook assinou um decreto de consentimento com a Comissão Federal de Comércio, após alegações de que não cumpriu suas promessas em relação à privacidade de seus usuários. Descobriu-se que o acontecimento mais recente é uma violação deste contrato e a penalidade prevista pela lei dos EUA é de 40.000 dólares por violação. Como os dados de 50 milhões de pessoas foram usados ​​inadequadamente, a multa total será de trilhões de dólares.

Parece que os dias do Facebook como plataforma de mídia social podem está chegando ao fim, e é por isso que a diretoria da empresa decidiu expandir.

Facebook lança sua própria criptomoeda e uma “Super” ICO
Avalie este post

Adic. comentário

Redes Sociais

Curta nossa página.